Curar e Reparar

Em Coimbra encontra-se a decorrer a Bienal de Arte Contemporânea desta cidade, com o tema “Curar e Reparar”, de 11 de Novembro a 30 de Dezembro de 2017. Esta bienal tem como conteúdo central da sua reflexão o património da cidade de Coimbra e a presença permanente das relações entre arte e arquitectura, como a organização explica. Deste modo, a bienal forma um conjunto de exposições em localizações distintas da cidade (Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, o Museu da Ciência, a Maternidade Bissaya Barreto, entre outros) cujo epicentro se localiza no Mosteiro de Santa a Clara-a-Nova, um edifício barroco do século XVII.

Em 1910 a parte norte do Mosteiro foi atribuída ao Exército, que a ocupou até 2006, estando desde então desocupado e sem visitas ao público. Esta bienal veio atribuir à cidade de Coimbra a obrigação cívica de se pronunciar sobre o destino a dar a este conjunto monumental, de modo que não o afaste novamente da sua utilização pública e inclusiva, como refere Carlos Antunes, director do Círculo de Artes Plásticas de Coimbra.

Perante a oportunidade de explorar um espaço arquitectónico rico, que permaneceu até hoje inacessível, e recheado de obras de arte de 35 artistas,  fomos visitar a exposição em família.

Adorámos explorar o interior e o exterior do Mosteiro!

Partilho convosco algumas imagens, sem querer expor muito as obras ali patentes para vos deixar curiosos.

Anúncios

Assis

Giovanni di Pietro di Bernardone, mais conhecido como São Francisco de Assis, nasceu em Assis, Itália, em 1182.

Oriundo de uma família rica, comerciante de tecidos, cedo renunciou à riqueza e à guerra, em prol dos mais pobres e necessitados. Viveu uma vida em missão de paz e bem e, em fraternidade, seguiu com perfeita alegria o Cristo pobre, casto e obediente. A toda a criatura chamava de irmã, compondo o Cântico das Criaturas.  Esta cidade não deixa ninguém indiferente ao espírito que aqui se vive e, quem por aqui passa e percorre os passos de Francisco, parte de coração cheio de paz e de amor.

Arrivederci! ❤

Teatro e Museu das Marionetas do Porto

Recentemente fomos até à cidade do Porto, visitar o Museu das Marionetas, um museu de autor, centrado na obra de João Paulo Seara Cardoso (1956-2010), encenador e diretor artístico do Teatro de Marionetas do Porto.

img_8975

Aqui pudemos visitar e conhecer as marionetas e adereços utilizados nos espetáculos e projetos artísticos da companhia que, em 2013, assinalou 25 anos.

img_8995img_8993

E quem se lembra dos Amigos do Gaspar?

img_9009img_8970

Tivemos igualmente a oportunidade de assistir ao espetáculo “Nunca“, no Teatro de Belomonte, que nos deliciou com a história e mestria do ator e encenador Rui Queiroz de Matos. img_8981

Temos de regressar! ❤