É Domingo Hoje

“É domingo hoje
mas nós não saímos

é o único dia
que não repetimos

e que dura menos

Mas põe o teu rouge
que eu mudo a camisa

não como quem
de ilusão precisa

Tomaremos chá
leremos um pouco

e iremos à varanda
absortos.”

“É Domingo Hoje” de António Reis, in ‘Novos Poemas Quotidianos’ . 

Bolo Pudim

O melhor de dois mundos, um bolo com pudim. ❤

bolopudim

Pudim: 4 ovos, 1 lata de leite condensado e 1 chávena e meia de leite. Bater tudo cerca de 2 minutos. Barrar uma forma de buraco com caramelo. Colocar aí o liquido obtido anteriormente e reservar o preparado. Aquecer o forno a 180 ºC.

Bolo: Misturar 1/2 chávena de óleo, 3 ovos inteiros e 2 cenouras médias raladas. Bater cerca de 2 minutos. Juntar 6 colheres de sopa de farinha, 4 colheres de açúcar e 1 colher de chá de fermento. Colocar lentamente por cima do preparado do pudim.

Levar a forma em banho maria ao forno até o bolo estar cozido.

Escuta, amor

tumblr_oc1q4vENVZ1t3ltano1_1280.jpg

“Por isto e por mais do que isto, tu estás aí e eu, aqui, também estou aí. Existimos no mesmo sítio sem esforço. Aquilo que somos mistura-se. (…) Tu és aquilo que sei sobre a ternura. Tu és tudo aquilo que sei. Mesmo quando não estavas lá, mesmo quando eu não estava lá, aprendíamos o suficiente para o instante em que nos encontrámos.”

in “Escuta, Amor” de José Luís Peixoto

Cheesecake

Uma receita simples para adoçar corações. Receita da chef Filipa Gomes.

IMG_9666.JPG

Ingredientes: 100 ml de leite gordo ,3 colheres de sopa de manteiga, 6 colheres de sopa de açúcar, 200 gr queijo creme, 4 colheres de sopa de farinha de trigo (30 gr), 1 colher de sopa de amido de milho (10 gr), 3 ovos, raspas de 1/2 limão, 4 colheres de sopa de açúcar.

Preparação: Ligar o forno nos 165º. Untar a base de uma forma de fundo amovível de 18-20cm, com manteiga e forrar com papel vegetal. Levar o leite ao lume com a manteiga e o açúcar. Mexer até estar tudo misturado. Juntar gradualmente ao queijo creme, batendo para ficar bem incorporado e cremoso. Juntar 4 colheres de sopa rasas de farinha de trigo e 1 colher de sopa rasa de amido de milho, e bater até estar bem incorporado. Adicionar depois as gemas 1 a 1 e bater a cada adição. Por fim a raspa de limão e voltar a bater. Bater as claras com outras 4 colheres de sopa de açúcar até ficarem firmes e o açúcar estar completamente dissolvido. Acrescentar ao preparado anterior em 3 adições, envolvendo bem, para incorporar, sem as claras perderem muito ar. Deitar na forma e colocar a mesma dentro de um tabuleiro com 1-2 dedos de agua a ferver. Levar ao forno. Deixar cozer por 1 hora e 10/20 minutos. Deixar arrefecer dentro do forno por 15 minutos.

antes de ontem, antes de amanhã, antes de hoje, antes de mim… depois!

A convite da Lunna, um post sob este título.

14719616_202714203502467_7575069773126434816_n1

Ilustração de Lieke van der Vorst

(…) Anoiteceu, apagamos a luz e, depois,
como uma foto que se guarda na carteira,
iluminam-se no quintal as flores da macieira
e, no papel de parede, agitam-se as recordações.

Protege-te delas, das recordações,
dos seus ócios, das suas conspirações;
usa cores morosas, tons mais-que-perfeitos:
o rosa para as lágrimas, o azul para os sonhos desfeitos.

Uma casa é as ruínas de uma casa,
uma coisa ameaçadora à espera de uma palavra;
desenha-a como quem embala um remorso,
com algum grau de abstracção e sem um plano rigoroso.

Como se desenha uma casa, Manuel António Pina, Assírio e Alvim, Outubro 2011