8

IMG_2233.JPG

“Não sabia o que queria mas se pudesse, voar seria. Sentia por dentro uma inquietação de ave, vontade súbita e suave de longe, descolar do chão com destino sem mapa. Maneira de estar, sem estar, sempre de olhos e cabeça no ar, nas nuvens, na lua. (..) Dançava e cantava muitas vezes, porque cantar e dançar são metade de viajar. Tal como um sonho pode ser metade da distância ao lugar onde se quer chegar.”

in “Sonho com Asas” de Teresa Martinho Marques

Anúncios

12 thoughts on “8

  1. “Desistir? Eu já pensei seriamente nisso, mas nunca me levei realmente a sério. É que tem mais chão nos meus olhos do que cansaço nas minhas pernas, mais esperança nos meus passos do que tristeza nos meus ombros, mais estrada no meu coração do que medo na minha cabeça.”
    Cora Coralina

    Ambas poetisas nos comovem ao falar que vida é simplesmente isso… direcionar os passos e o coração a procura do que nos faz realizados…

    J.
    Grata pelo lindíssimo poema e pelo singelo instantâneo 💕
    S.O.
    Rio

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s